SE NEVASSE NO DESERTO

O início de 2020 foi tão diferente do momento actual que até provoca a sensação que nunca existiu. É o quão longínquo está o início de um ano anormal para quem sempre teve uma vida confortável, sem grandes tragédias como viver num cenário de guerra ou algo semelhante. Foi a essa distância que se fizeram pronunciar os oráculos do nosso século, ou seja, os astrólogos; videntes; bruxos; cartomantes; tarólogos; médiuns e até, possivelmente, alguns charlatães. Alguns deles obtiveram tempo de antena para fazerem soar os alarmes em relação ao que aconteceria neste ano.

Ora bem, o que aconteceu foi que estas pessoas que até conseguem, às vezes, falar com mortos – somente se o sinal de rede for suficiente e bom – fizeram revelações chocantes, cheias de optimismo; previsões de um ano em grande, excelente para o crescimento da economia, com muitos motivos de alegria que deveriam alimentar a nossa esperança para o que aí vinha, se calhar até melhor do que o ano anterior. O Pai Natal tinha-se esmerado com o presente que nos ia oferecer. Não que as acções da população sejam influenciadas pelo que algum vidente possa dizer em televisão, mas não demorou muito tempo para que surgisse algum arrependimento pela compra de bilhetes para festivais.

Os festivais foram todos cancelados – o que no momento em que escrevo isto é quase tão grave como o SNS estar quase em colapso – porque o ano foi um desastre e aparentemente, deveria ficar comprovado que o alinhamento dos astros no momento do nosso nascimento nem define personalidades, nem nos diz o que quer que seja acerca da nossa vida pessoal, muito menos conseguirá prever um evento que poderá influenciar o mundo inteiro. Não tenho intenção de perseguir as pessoas que ganham a vida neste tipo de profissões, muito pelo contrário: admiro a forma como ganham dinheiro através da magia das previsões, da comunicação com os mortos, da leitura de ossos de galinha, de cartas e de bolas de cristal. E tudo isto sucede enquanto há por aí quem se dê ao descaramento de achar que o Harry Potter é apenas uma história ficcional.

O que eu acabei por entender foi que as previsões dos astrólogos e afins são como a roupa que escolhemos vestir: podemos mudá-la consoante o estado do tempo. É óbvio que no dia mais frio de Janeiro não convém usar a roupa que vestiríamos para ir para a praia num dia de pleno Verão. Parece que no mundo dos génios da adivinhação do futuro, há um seguimento dessa lógica, pelo que as previsões dadas no início do ano, possam ser como uma roupa inapropriada para a época e portanto, estão esquecidas, algures num armário que não vale a pena abrir. Agora as previsões são outras, já dizem respeito ao pico do número de casos, ao surgimento da vacina e a outras coisas que estes seres iluminados não detectaram nas suas previsões infalíveis do início do ano. Eles sabem de tudo, como um camelo sabe de álgebra. Nem vou dizer que é oportunismo, porque eles não dão a vida a ganhar a eles próprios. 

Esperemos ansiosamente pelas previsões para o próximo ano e quiçá elas sejam muito más. Arrisco-me a dizer, que se as previsões para o próximo ano falharem redondamente como as que foram feitas para este ano, então por favor, façam as previsões para um quase fim do mundo. Afinal, talvez as interpretações do calendário Maia estivessem erradas e 2012, fosse de facto 2021. Desculpem se feri as suscetibilidade de alguém ligado a este tipo de crenças, mas Júpiter e Plutão estão no mesmo ângulo e Mercúrio está retrogrado; portanto não me consigo controlar e fico espicaçado com espírito crítico e cepticismo.

“Por vezes as pessoas não querem ouvir a verdade porque não desejam que as suas ilusões sejam destruídas.”

FrIeDRICH NIETZSCHE

Um comentário em “SE NEVASSE NO DESERTO

Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: