GINA

Gina gostava das noites de céu limpo, para poder utilizar o seu mapa astronómico e tentar desvendar constelações no céu.

Ficava horas a adorar as Plêiades da constelação do Touro e sonhava acordada. Também ela gostaria de ser filha de alguém condenado a suportar os céus para sempre e ser transformada por Zeus, numa estrela, para que escapasse da fúria de um caçador.

Gina via em Helbert a encarnação perfeita do caçador. Ela fora perseguida por ele várias vezes, apesar de essa perseguição não ter abalado o mundo.   

O mundo mantinha-se equilibrado, ao contrário das emoções de Gina, desesperada, ingenuamente, pela distância entre ela e as Plêiades. Ela era incapaz de compreender: nem todos nascem para ser estrelas.

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: