HELBERT

Helbert estava focado em perseguir coisas. Queria perseguir uma carreira em medicinas alternativas; queria perseguir animais na caça; queria perseguir raparigas que o evitavam; queria perseguir as pessoas diferentes dele; queria perseguir ideais extremistas.

Helbert fartava-se de perseguir e por vezes acabava frustrado. Helbert era muito estúpido e por isso lidava com a frustração do mesmo modo que alguém muito estúpido lida com a frustração: atirava com pedras a desconhecidos.

Sempre que lidava estupidamente com a frustração, tinha necessidade de fugir de alguns indivíduos que eram atingidos pelas pedras.

Agora sou eu o perseguido; como é bom variar: foi o que Helbert pensou enquanto corria de encontro a um barrote segurado por Iris.

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: