PIOTR

Piotr era extremamente egoísta, no extremo que o egoísmo pode atingir. Nas imensas viagens em trabalho que fazia, Piotr comprava sempre três bilhetes de avião, só para evitar que alguém se sentasse ao lado dele. A altura para ele se ir embora, quando saía com os amigos, surgia sempre, um pouco antes da vez de ele pagar a rodada da cerveja.

Nunca ninguém foi convidado para casa de Piotr, porque ele receava que os convidados lhe pudessem tirar ou estragar algo. Para Piotr, não existem emergências, a não ser as que ele tenha. Uma vez parou o carro no meio de uma ponte de sentido único, com uma ambulância atrás de si. Foi tirar fotografias ao rio, enquanto protestava do barulho que a ambulância fazia. Ele não estava para suportar aquele ruído.                

Certo dia, a pessoa mais importante do mundo de Piotr – ele próprio – perdeu um objecto valioso. Era como se nada mais existisse, além de ele e do objecto, sendo que quem se intrometesse, seria abalroado. Quincy intrometeu-se. Tinha o objecto que Piotr procurava. Disse-lhe que só morto é que Piotr o voltaria a reaver. Este nem hesitou, pegou na sua arma, encostou-a à cabeça e disparou.

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: